Jarinu registra segundo caso de morador com febre amarela

Homem deu entrada no pronto-atendimento da cidade no dia 9 deste mês. Instituto Adolfo Lutz confirma vírus da febre amarela no organismo do paciente.

Jarinu (SP) registrou o segundo caso de febre amarela em humanos. A vítima é um homem de 42 anos, morador da zona rural da cidade. Ele foi transferido ao hospital São Vicente, em Jundiaí (SP), e já teve alta.

Após a confirmação, funcionários da Secretaria de Saúde procuram pela vítima que está sumida da cidade. Nem as pessoas que viviam com esse homem, sabem o lugar onde ele está.

Na ficha de cadastro dele, o homem disse morar no bairro Soares, mesmo lugar onde no início do ano uma moradora, de 54 anos, morreu vítima de febre amarela, mas os agentes de saúde acreditam que ele seja andarílio, já que o endereço que passou não foi confirmado e o celular não atende.

De acordo com a Vigilância Epdemiológica, o homem deu entrada no pronto-atendimento de Jarinu no dia 9 de janeiro deste ano. No dia seguinte, foi transferido para Jundiaí com suspeita de febre amarela, onde ficou internado.

Segundo a assessoria do hospital São Vicente de Paulo, o paciente deu entrada no hospital com o quadro de hepatite, foi tratado pelos médicos e teve alta quando estava se sentindo bem. Os exames colhidos foram encaminhados ao Instituto Adolfo Lutz que, dias depois, confirmou a presença do vírus no organismo do morador.

A confirmação de que o homem realmente foi infectado pelo vírus da febre amarela chegou apenas na semana passada. “Não sabemos se o rapaz sabe que teve febre amarela”, diz uma funcionária.

Esta é a quinta pessoa a pegar febre amarela na região de Jundiaí. Antes deste homem, uma mulher que teve a doença morreu no municipio. Segundo a familia, a mulher esteve no posto de saude, em Jarinu, mas como tomava remédios antidepressivos não pode ser imunizada.

Após ela passar mal, o filho disse que houve demora no diagnóstico de febre amarela. A prefeitura abriu sindicância para avaliar se houve falha no atendimento, mas ainda não foi concluída.

Cerca de 80% dos moradores de Jarinu já tomaram a vacina que previne contra o vírus da febre amarela. Para ser vacinado é preciso levar um comprovante de residência ou de que trabalha na cidade.

Fonte: G1.globo.com