Bragança Paulista investiga primeiro caso de morte por suspeita de febre amarela

Vítima é um homem de 52 anos, que morava na zona urbana da cidade, mas tinha uma oficina mecânica na zona rural. Ele ficou quatro dias internado.

A Prefeitura de Bragança Paulista (SP) investiga uma morte suspeita de febre amarela. A vítima ficou internada por quatro dias na UTI, mas não resistiu e morreu na última terça-feira (16).

De acordo com a Secretaria de Saúde, o homem que morreu tinha 52 anos e morava no Jardim Santa Rita, na área urbana da cidade, mas tinha uma oficina mecânica no Morro Grande de Boa Vista, na zona rural.

Ele apresentou sintomas da doença e foi internado na UTI da Santa Casa no dia 13. O homem seguiu internado até a noite de terça (16), quando faleceu.

Dentre as suspeitas de diagnóstico estão leptospirose e febre amarela. O resultado do exame que poderá confirmar ou descartar a morte por febre amarela deve sair em até 10 dias.

A secretaria informou que, após a morte, fez nova nebulização nos dois bairros – uma ação já havia sido realizada – e continua realizando arrastões de limpeza para combater a proliferação dos mosquitos.

Vacinação

No mês de janeiro, 12.152 pessoas foram vacinadas na cidade. Bragança Paulista tem doses da vacina, mas exige a apresentação de comprovante de endereço da cidade para fazer a imunização.

Na sexta-feira (19) haverá vacinação de manhã no bairro Águas Claras e à tarde no Jardim São Lourenço.

No sábado, haverá pontos de vacinação, das 8h às 16h, no Mercado Municipal, Rodoviária Velha, Centro de Artesanato no Lago do Taboão, Centro de Saúde no Lavapés, UBS Vila Aparecida e EACS Planejada II.

Por: G1.globo.com